.comment-link {margin-left:.6em;}

Casa Comum das Tertúlias

Blog da CCT. Espaço de intervenção e de reflexão. Aqui a Cultura e a Democracia são as prioridades. Participem.

sábado, fevereiro 27, 2010

Serão literário em Alcobaça no Tertúlia Café


A Professora Ilda Velez dando início ao Serão Literário...

Leitura de textos durante o Serão Literário...

O fim do Serão Literário...

Decorreu esta noite em Alcobaça, no Tertúlia Café, uma Serão Literário pelos alunos e professores da Escola Secundária D. Inês de Castro, orientada pela docente Ilda Velez, contando com mais alguns participantes, numa casa cheia e com público atento, tivemos o grato prazer de assistir a leitura de excertos de “Folhas Caídas” de Almeida Garrett de, à declamação da “Toada de Portalegre” e de “O Cântico Negro” José Régio, também de Manuel Jorge Marmelo, “O amor é para parvos”. Parabéns pela iniciativa a todos os participantes com um abraço para o seu anfitrião, Dr. Jorge Pereira Sampaio.
video

"Toada de Portalegre" (na íntregra aqui) de José Régio, declamada esta noite...

Etiquetas: , , , , , , , ,

quinta-feira, fevereiro 04, 2010

Crónicas Timorenses por Joana Ruas


Teve lugar hoje a apresentação do livro Crónicas timorenses, de Joana Ruas, ed. Calendário (Coimbra), na livraria Círculo das Letras, em Lisboa, pelas 18,45 horas, com apresentação a cargo do nosso tertuliano, professor da Universidade de Coimbra, Pires Laranjeira.

O texto que nos foi enviado para divulgação:

Conjunto de quatro “crónicas” (narrativas ficcionais) sobre cem anos de dominação de Timor-Leste por portugueses, holandeses, japoneses, australianos, indonésios.

Um livro muito documentado, incidindo fundamentalmente sobre os períodos das “guerras de pacificação” (de invasão e massacre), na viragem do século XIX para o XX, da invasão japonesa durante a II Grande Guerra e dos anos 60-70, em que os movimentos de libertação das colónias portuguesas desencadearam a luta armada.

Num estilo despojado e cronístico, a autora apresenta fundamentações interessantes de usos e costumes, da História de Timor, com as várias etnias e religiões, países e ideologias políticas em convivência e confronto, ao longo de décadas, sobre um fundo de destruição e morte, do que resultou a construção de um novo Estado-nação. Por entre as lutas e o sofrimento humano, têm o seu lugar o amor e a poesia, tantas vezes com extrema delicadeza e comoção. Trata-se, além disso, de uma lúcida análise da condição feminina e da teia de relações sócio-hierárquicas entre nativos e ocupantes do território de Timor.


Joana Ruas publicou Corpo colonial (1981), A pele dos séculos (2001) e A batalha das lágrimas (2008), este último também sobre Timor, entre outros livros, de que se destaca também uma reportagem escrita nas zonas libertadas da Guiné-Bissau, Na Guiné com o PAIGC (1975), tendo vivido neste país, em Angola e Timor.


Pires Laranjeira é professor de Literaturas e Culturas Africanas na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, integrando o seu Centro de Literatura Portuguesa como investigador, tendo publicado vários livros e ainda artigos em dezenas de publicações periódicas.

Etiquetas: , , ,