.comment-link {margin-left:.6em;}

Casa Comum das Tertúlias

Blog da CCT. Espaço de intervenção e de reflexão. Aqui a Cultura e a Democracia são as prioridades. Participem.

sábado, maio 05, 2007

Esboço sobre tertúlia camiliana (em construção)


(Imagem da última edição "Agenda Cultural de Castelo Branco", entre os deataques a tertúlia desta tarde)


Decorreu ontem a Tertúlia subordinada ao tema: "Leitores de Camilo", tendo como convidado o Eng.º Manuel Lopes Dias, sendo a moderação de Luís Norberto Lourenço e decorreu no Cybercentro de Castelo Branco,pelas 16h, numa organização da Casa Comum das Tertúlias.
Tertúlia marcada pela presença duma nova tertuliana.
O Engº António Manuel Lopes Dias leu excertos da obra camiliana e sobre a mesma, dando a conhecer as últimas novidades editoriais sobre Camilo Castelo Branco.
O objectivo era abordar a obra de Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco (N. Lisboa, 16 de Março de 1825 - M. São Miguel de Seide, 1 de Junho de 1890), escritor português que nos deixou uma obra vasta e de grande qualidade, foi um dos escritores mais profícuos do segundo Romantismo português. Poeta, panfletário, polemista, prefaciador, crítico, tradutor, romancista,
dramaturgo, bibliografo, historiador, cultor de todos os géneros, o conjunto da sua obra literária é o mais vasto e diversificado de todo o século XIX.
A CCT convidou um grande leitor e coleccionador de Camilo para nos falar sobre a sua obra, para partilhar, em tertúlia, as suas leituras, portanto o tema será "Leitores de Camilo".
O nosso convidado é uma personalidade bem conhecida dos albicastrenses: o Eng.º Manuel Lopes Dias.
António Manuel Lopes Dias nasceu em Castelo Branco na terceira década do séc. XX. Toda a família é "da beira do Tejo", nas palavras do nosso convidado. É formado em Engenharia Agrónoma, pai, avô, pequeno coleccionador de artes plásticas, naturalista, dirige escola infantil e está a construir uma creche na cidade de Castelo Branco. Lê Camilo há 38 anos a quem considera um "génio", de que tem uma biblioteca Camiliana com mais de 500 volumes (300 de Camilo e mais de 200 sobre a sua obra) a que se deve acrescentar mais algumas preciosidades sobre Camilo. Para compreender bem o nosso povo, considera que tem que se ler muito Camilo. "O nosso povo tem o seu 'retrato' profundo no que o escritor escreveu."
Um lista das obras de Camilo Castelo Branco:
O Juizo Final e O Sonho do Inferno: Poema em 3 Cantos (Poesia), 1845
Os Pundonores Desagravados (Poesia), 1845
Agostinho de Ceuta, teatro (Teatro), 1847
Maria! Não me mates que sou tua Mãe! (Novela), 1848 ; 2001
A Murraça (Poesia), 1848 ; 1984
O Caleche e o Último Ano de um Valido (Miscelânea), 1849
O Marquês de Torres Novas (Teatro), 1849
Anátema (Romance), 1850 ; 2003
O Clero e o Sr. Alexandre Herculano (Polémica), 1850
Hossana! (Poesia), 1852
Salve, Rei! (Poesia), 1852 ; 1924
Mistérios de Lisboa (Romance), 1853 ; 1983
A Filha do Arcediago (Romance), 1854 ; 1977
Folhas Caídas, Apanhadas na Lama (Poesia), 1854
Um Livro (Miscelânea), 1854 ; 1968
Duas Épocas na Vida (Poesia), 1854 ; 1922
Cenas Contemporâneas (Miscelânea), 1855
Livro Negro de Padre Dinis (Romance), 1855 ; 1999
Onde Está a Felicidade? (Romance), 1856 ; 2003
Um Homem de Brios (Romance), 1856
A Neta do Arcediago (Romance), 1856 ; 1989
Hino consagrado a S. M. El-Rei o Senhor D. Pedro V (Poesia), 1856
Justiça: drama em 2 actos (Teatro), 1856 ; 1972
Cenas da Foz (Novelas), 1857
Purgatório e Paraíso (Teatro), 1857
Espinhos e Flores (Teatro), 1857
Lágrimas Abençoadas (Romance), 1857 ; 1999
Carlota Ângela - Romance Original (Romance), 1858 ; 1967
Vingança (Romance), 1858 ; 1981
Duas Horas de Leitura (Miscelânea), 1858
O Que Fazem Mulheres (Romance), 1858 ; 1999
Doze Casamentos Felizes (Novelas), 1861 ; 2003
Abençoadas Lágrimas! (Teatro), 1861 ; 1971
O Morgado de Fafe em Lisboa (Teatro), 1861 ; 1979
Vinte Horas de Liteira, 1861 ; 1997
O Romance dum Homem Rico (Romance), 1861 ; 1992
Amor de Perdição (Romance), 1862 ; 2004
Poesia ou Dinheiro? (Teatro), 1862
Memórias do Cárcere, 1862 ; 2001
As Três Irmãs (Romance), 1862 ; 1999
Coracão, Cabeça e Estômago (Romance), 1862 ; 1988
Coisas Espantosas (Romance), 1862
Estrelas Funestas (Romance), 1862 ; 1999
O Bem e o Mal (Romance), 1863 ; 2003
Memórias de Guilherme do Amaral (Romance), 1863 ; 1990
Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado (Romance), 1863 ; 1987
Noites de Lamego (Miscelânea), 1863 ; 1999
Anos de Prosa (Romance), 1863 ; 1999
Cenas Inocentes da Comédia Humana (Miscelânea), 1863
Agulha em Palheiro (Romance), 1863 ; 1999
Estrelas Propícias (Romance), 1863 ; 1999
Amor de Salvação (Romance), 1864 ; 1989
No Bom Jesus do Monte, 1864 ; 1984
A Filha do Doutor Negro (Romance), 1864 ; 1972
Esboços de Apreciações Literárias (Crítica Literária), 1865 ; 1969
Divindade de Jesus e Tradição Apostólica (Miscelânea), 1865 ; 1971
O Morgado de Fafe Amoroso (Teatro), 1865 ; 1979
Luta de Gigantes (Romance), 1865 ; 1976
O Esqueleto (Romance), 1865 ; 1985
Horas de Paz: escritos religiosos (Miscelânea), 1865 ; 1966
A Sereia (Romance), 1865 ; 1999
O Judeu: romance histórico (Romance), 1866 ; 1984
O Santo da Montanha (Romance), 1866 ; 2000
A Enjeitada (Romance), 1866 ; 1990
O Olho de Vidro (Romance), 1866 ; 2000
Vaidades Irritadas e Irritantes (Polémica), 1866
A Queda dum Anjo (Romance), 1866 ; 2003
A Doida do Candal (Romance), 1867 ; 2003
A Bruxa de Monte-Córdova (Romance), 1867 ; 1984
O Senhor do Paço de Ninães (Romance), 1867 ; 1984
Coisas Leves e Pesadas (Miscelânea), 1867 ; 1971
Cavar em Ruínas (Miscelânea), 1867
Mistérios de Fafe (Romance), 1868 ; 1990
O Sangue (Romance), 1868; 1999
O Retrato de Ricardina (Romance), 1868; 2000
Mosaico e Silva de Curiosidades (Miscelânea), 1868
As Virtudes Antigas, 1868 ; 1943
Os Brilhantes do Brasileiro (Romance), 1869; 1984
A Mulher Fatal (Romance), 1870 ; 1981
D. António Alves Martins, Bispo de Viseu, 1870; 1889
O Condenado (Teatro), 1870
Voltareis, ó Cristo?, 1871; 1984
Inspirações (Poesia), 1871; 1984
Teatro Cómico: A Morgadinha de Val-D'Amores; Entre a Flauta e a Viola
(Teatro), 1871
O Carrasco de Vitor Hugo José Alves (Romance), 1872; 1990
Quatro Horas Inocentes (Antologia), 1872; 1968
O Demónio do Ouro (Romance), 1873; 2000
O Visconde de Ouguela, 1873; 1886
O Regicida, narrativa (Romance Histórico), 1874; 1990
José Bálsamo (Ensaio e Biografia), 1874
Vida do José do Telhado, 1874; 2003
Correspondência Epistolar entre José Cardoso Vieira de Castro e Camilo
Castelo Branco (Correspondência), em colab. com Vieira de Castro, 1874; 1968
Noites de Insónia (Miscelânea), 1874
Ao Anoitecer da Vida (Poesia), 1874; 1999
A Filha do Regicida: romance histórico (Romance), 1875; 1990
A Caveira da Mártir (Romance), 1875; 1876
Novelas do Minho (Novelas), 1875; 1999
Curso de Literatura Portuguesa, 1876 ; 1986
Eusébio Macário (Romance), 1879; 2003
Bibliografia Portuguesa e Estrangeira (Divulgação), 1879
Livro de Consolação (Romance), 1879 ; 2000
Os Críticos do Cancioneiro Alegre (Polémica), 1879
Cancioneiro Alegre (Antologia), 1879
A Corja (Romance), 1880; 2003
Luís de Camões: notas biográficas, 1880; 1981
Suicida (Novela), 1880
A Senhora Rattazzi (Polémica), 1880 ; 2001
Ecos Humorísticos do Minho (Miscelânea), 1880 ; 1985
Narcóticos (Miscelânea), 1882
A Brasileira de Prazins (Romance), 1882 ; 2001
Perfil do Marquês de Pombal (Ensaio Histórico), 1882 ; 2003
D. Luiz de Portugal, neto do Prior do Crato (Quadro Histórico: 1601-1660,
1883 ; 1990
O Último Acto (Teatro), 1884
O Vinho do Porto, 1884 ; 2001
O General Carlos Ribeiro : recordações da mocidade, 1884 ; 1990
Serões de S. Miguel de Ceide (Miscelânea), 1885 ; 1980
Maria da Fonte (Romance Histórico), 1885 ; 2001
Vulcões de Lama (Romance), 1886 ; 1984
Esboço de Crítica: Otelo, o Mouro de Veneza (Crítica Literária), 1886 ; 1990
Boémia do Espírito (Antologia), 1886; 1975
Nostalgias: última prosa rimada (Poesia), 1888
Delitos da Mocidade (Miscelânea), 1889; 1973
Nas Trevas (Poesia), 1890
O Lobisomem (Teatro), 1900; 1946
Duas Senhoras Briosas (Teatro), 1932
O Senhor Ministro (Novela), 1989; 2000
Coisas que só eu sei, 1990
Horas de Luta (Miscelânea)

A Casa Comum das Tertúlias, fundada a 5 de Outubro de 2001, em Castelo Branco, pugna pela dinamização cultural, por uma Cultura de qualidade, por uma Democracia não meramente formal, por uma Cidadania activa e pelo desenvolvimento do nosso Interior.
Fazem parte do nosso roteiro tertuliano: Castelo Branco, Cidade Rodrigo, Mangualde, Marvão, Nisa, Penamacor, Portalegre, Porto, Proença-a-Nova, Sátão, Vila Nova de Paiva, Vila Velha de Ródão, Salamanca, Seia, Setúbal...

Saudações culturais,
Luís Norberto Lourenço
(Fundador e Organizador da Casa Comum das Tertúlias)

Organização: Casa Comum das Tertúlias / Luís Norberto Lourenço
E-mail: luis.lourenco@portugalmail.pt
Blogs: http://casacomumdastertulias.blogspot.com/ *
http://fanzinetertuliando.blogspot.com/

Etiquetas: , , , , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home